Espírito da Volta, em Mondim de Basto

Monte Farinha – Srª da Graça

Fomos até Mondim de Basto para assistir ao final da etapa rainha, da 80ª edição da Volta a Portugal em Bicicleta, a mítica subida ao Monte Farinha – Srª da Graça! Saímos de lá contagiados por todo o espírito da Volta que ali sentimos, fantástico ambiente, respirava-se paixão pelo ciclismo a cada km daquela subida e também na vila de Mondim.

Mas também fomos pedalar um pouco por lá!

Aproveitando a viagem levamos as bicicletas connosco, não podíamos ter escolhido melhor dia para ir até Mondim de Basto, assim sentimos ao máximo o espírito da Volta.

O trajecto já estava delineado à mais de 2 anos, mas só agora tinha sido possível juntar alguns amigos e ir. Demorou mas valeu bem a pena! 🙂

Sobre o percurso

Antes de nos sentarmos à espera de ver passar os campeões da Volta, fomos conhecer um pouco das estradas da região, num trajecto delineado por alguns locais onde a Volta ia passar, onde destacamos uma passagem pela Serra do Alvão e a mítica subida à Srª da Graça.

Desvio para ver as Fisgas de Ermelo

Aproveitando a viagem a Mondim, não podíamos perder a oportunidade para fazer um pequeno desvio ao trajecto e ir ver as famosas Fisgas de Ermelo! Fomos pelo acesso às Piocas de Cima, um trajecto em terra, mas no track está assinalado o acesso por estrada.

Um cenário arrebatador! Melhor tirar os sapatos para evitar escorregar.

Subida Épica ao Alvão

Ao km 16 vamos iniciar uma subida épica no Parque Natural do Alvão, Ermelo – Barreiro (Subidas Épicas da Bike Roads). O track não segue pela subida final até à aldeia do Barreiro, mas para quem gostar do desafio das subidas, recomendamos que façam a totalidade e depois voltem ao trajecto marcado (cerca de 2km extra).

O Monte Farinha, a subida da Volta

Santuário de Nª Senhora da Graça

Podemos subir ao alto do Monte Farinha durante todo o ano, mas em dia de etapa da Volta à Portugal em Bicicleta, tem outro impacto! Podemos sentir um pouco da emoção e adrenalina dos atletas profissionais, pois a subida está decorada a rigor e repleta de pessoas, que também nos incentivam a chegar ao alto!

e alguns até nos dão minis!!! 🙂

Sentir cada km

Iniciamos a subida no Km 6 desta edição da Volta, a partir daqui o grupo começou a subir, cada um a seu ritmo, sem grandes aventuras, pois o grande objectivo não era bater records no STRAVA, mas chegar à Senhora da Graça com força para ainda regressar ao ponto de partida e por lá ficar a ver passar a Volta.

Track GPS

60km | 1600m D+ | Bicicleta recomendada: ESTRADA