Pelas estradas da RAP – um mix das linhas A,M e P

Uma volta dura, pelas estradas da (RAP) Rota da Água e da Pedras das Montanhas Mágicas!

Com partida e chegada no centro da Vila de Arouca, esta volta liga 8 pontos da RAP, um mix das linhas A – Arada, M – Montemuro e P- Paiva.

Uma volta para se fazer com tempo, com alguns amigos, para parar e visitar, como é o caso do primeiro ponto da RAP que encontramos pelo caminho.

A7 – Minas de Rio de Frades. Chegando à aldeia de Rio de Frades, a sugestão é deixar a bicicleta no início do caminho que dá acesso à mina e percorrer a pé os cerca de 250 metros até à entrada da mina, depois é entrar e atravessar!

NOTA: convém levar uma lanterna na mochila, a luz do telemóvel não é suficiente.

Informação sobre o piso

O traçado desenrola-se maioritáriamente por estrada secundárias, com alcatrão bom, mas existem três pequenos troços com piso mais fraco, o primeiro na passagem pela aldeia de Meitriz, ao km 38, com um pouco de paralelos e um troço de terra do percurso pedestre, onde temos de pegar na bicicleta para voltar à estrada. O segundo troço é logo a seguir, ao km 39,5, um estradão em terra batida com cerca de 500m que faz a ligação à aldeia seguinte, Pereiró, perfeitamente ciclável. O terceiro troço é todo em paralelos, é a estrada do ponto M2 – Carreira de Moínhos de Alvarenga, entre o km 56,5 e o 58.

O desafio | 83km com 2400m D+

Nesta volta, o desafio não se resume a superar os cerca de 83km e 2400m de súbida acumulada, é também um desafio cultural, pois temos para absorver uma enorme quantidade de informação, nesta volta cruzamos aldeias remotas, observamos paisagens mágicas, descobrimos um território com um grande património natural e cultural, ligado à àgua e à pedra, de onde destacamos os rios Paivô e Paiva, com locais magnificos para lazer fluvial no verão, as minas de volfrâmio de Rio de Frades e os fosséis dos pontos P6 e P8, que nos contam histórias de outros tempos.

+info sobre a RAP: http://www.rota-ap.pt

Track GPS

https://goo.gl/AueVl5

Pontos RAP visitados

Este track GPS liga 8 pontos da RAP, de três linhas diferentes, a linha A – Arada, linha M – Montemuro e linha P – Paiva, passando primeiro pelo ponto A7 – Minas de Rio de Frades, depois pelo A8 – Poços do Paivô, P9 – Falsos Meandros do Paiva, P10 – Icnofésseis de Pereiró, P11 – Foz CabrilM2 – Carreira de Moínhos de Alvarenga, P8 – Icnofósseis de Cabanas Longas, e por ultimo o P6 – Trilobites Gigantes de Canelas.

Recomendações

Épocas do ano recomendáveis: Primavera e Outono, sendo que no Verão os pontos P9 e P11, são belos locais para banhos.

Bicicleta recomendada: bicicleta de estrada, com transmissão 34/50 e 11/28, mas dado o desnivel acentuado tanto a subir com a descer, não é a bicicleta recomendada para dias com o piso húmido, sendo mais indicado utilizar uma bicicleta de btt.

Sugestões gastronómicas

Antes de iníciar este passeio, nada melhor do que um cafezinho e um pastel de nata na Pastelaria Rainha 3, no centro da Vila de Arouca, está assinalado no track GPS.

No decorrer do passeio não são muitos os locais para reabastecer, convém ir prevenido. Em Cabril, já ao km 47, recomendamos uma paragem para comer algo mais substancial do que apenas barras energéticas e quiça, repor a hidratação com uma mini preta!

No final da volta, não há nada melhor do que um bom bife de vitela para recuperar, não faltam bons restaurantes no centro da vila, mas também não vão ficar menos satisfeitos, se optarem pelo famoso frango frito da Casa Testinha, sugestões assinaladas no track GPS. Antes voltarem para casa, não esquecer de comprar doces conventuais, onde o Pão de Ló é rei e as Castanhas Doces a rainha, mas há muitos mais.

Um comentário em “Pelas estradas da RAP – um mix das linhas A,M e P”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *